29 julho 2009

Rose Siggins - A Mulher com Meio-Corpo



Recebi um email com o título "Você está feliz com seu corpo?" Neste email estavam as imagens que vocês verão adiante.

Fiquei tão impressionada que resolvi pesquisar quem era aquela mulher já que o email não trazia uma linha sequer sobre quem seria.

Pois bem, o nome dessa fantástica pessoa é Rosemarie Siggins.

Só encontrei informações sobre ela em sites americanos, por isso vou fazer apenas um pequeno resumo sobre a trajetória da Rose.

Rose nasceu com um problema genético (Agenesia Sacral) que, entre vários problemas fez que os pés de Rose nascessem na posição contrária. Quando Rose tinha apenas 2 anos, sua mãe tomou a decisão de amputar-lhe as pernas para evitar que ela se machucasse. Rose tem um irmão que também nasceu com deficiências mentais.

Mesmo assim, Rose sempre quis levar uma vida normal e não se deixava abater pela sua condição. Cresceu, estudou e casou. Como era apaixonada por carros (inclusive dirige!) ela conheceu o marido que, na época, trabalhava numa loja de auto-peças. Se apaixonaram por telefone e a aparência da Rose não foi o suficiente para tirar o Dave de sua vida.



Os dois casaram em 1999 e, depois de algum tempo, aconteceu o inesperado - Rose ficou grávida. Pela primeira vez isso acontecia com alguém que era portador dessa anomalia.


O bebê nasceu saudável e Rose cuidou dele como qualquer outra mãe amorosa e responsável. Já estão no segundo filho e levam uma vida completamente normal e feliz.









Mas esta força da Rose não ficou circunscrita apenas à sua vida. Ela era o ponto forte da família. No meio dessa trajetória, sua mãe morreu de câncer e Rose cuidou dos papéis, velório, enterro e tudo mais que envolve ações práticas nessas horas. Depois da morte da mãe, acelerou-se a evolução da doença de Alzheimer no pai de Rose e ela cuidou dele até o fim.

A Rosemarie é conhecida como Rose Siggins - A mulher com meio-corpo. Mas para nós fica o exemplo de alguém com uma alma completa, que dispensa materialidades e coloca sua força interior, sua vontade e seu coração para vencer à vida.

Para Rose não falta nada!




Sobre o Autor:
Carlos Roberto Carlos Roberto de Oliveira é advogado estabelecido em Nova Iguaçu - RJ. A criação do Dando Pitacos foi a forma encontrada para entreter e discutir assuntos de interesse geral.

Cadastre seu e-mail e receba nossas postagens

Blog Widget by LinkWithin

6 comentários:

  1. Um belo exemplo de fibra, de vontade de viver, viver com dignidade.

    É claro que o caso de Rose é excepcional, que ela preferiria ser uma mulher normal, mas suas deficiências físicas não foram suficientes para fazer com que ela fugisse da vida. Muito pelo contrário, até automóveis ela dirige!

    Na verdade, ela é um ser humano mais completo do que muitos que conhecemos!

    ResponderExcluir
  2. Um exemplo de vida. Uma grande mulher.

    ResponderExcluir
  3. Um bom exemplo para a geração silicone...

    ResponderExcluir
  4. Uma mulher incrível. Um ser humano extraordinário.

    ResponderExcluir
  5. Rose não se prendeu a sua deficiência, muito pelo contrário, superou as dificuldades e foi em frente, isso nos da uma lição de vida.

    ResponderExcluir

A existência de qualquer blog depende da qualidade do seu conteúdo, e mais do que nunca, do estímulo de seus leitores. Por isso, não saia sem deixar seu comentário!