16 setembro 2014

Lula ataca Marina Silva em "defesa" da Petrobras

Lula discursando em frente ao prédio da Petrobras (foto: reprodução)

Escoltado por Lindbergh Farias, que amarga o quarto lugar na corrida pelo governo fluminense (não podia ser de outra forma, depois do que ele fez em Nova Iguaçu), Lula sofreu ontem (15/09) uma de sua maiores decepções como ex-líder sindical, estrela maior do Partido dos Trabalhadores - PT e ex-presidente da República. Depois de reunir seus amigos e parceiros do sindicalismo e movimentos sociais, ele foi para a frente do prédio da Petrobras, no Rio de Janeiro - RJ, liderar um ato em "defesa" da própria estatal e do pré-sal. Sua intenção, todo mundo sabia, era juntar milhares de pessoas e desfilar o batido rosário de frases de efeito que caracterizou sua liderança nos últimos 12 anos. Mas o tempo passou, e seus discursos raivosos já não iludem o povo, cansado da corrupção e desmandos de seu partido. O ato não reuniu mil pessoas - de acordo a Polícia Militar a concentração não tinha mais de 600 participantes - e assim mesmo, representantes de aparelhos políticos e sindicais. O povo não compareceu. Foi patético!

15 setembro 2014

TRE entrega gestão de urnas eletrônicas a empresa ligada aos Sarney e a Lobão

Imagem: Dando Pitacos

Pode parecer piada, mas a gestão das urnas eletrônicas a serem instaladas nos 217 municípios do Maranhão para as eleições de outubro próximo ficará a cargo de uma empresa cujo dono tem ligações com Jorge Murad, marido da governadora Roseana Sarney (PMDB) e com o candidato a governador do grupo político do ex-presidente José Sarney, o senador Lobão Filho (PMDB), que o nome já diz, é filho do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, apontado por Paulo Roberto Costa como um dos envolvidos no ninho de corrupção em que se transformou a Petrobras.

13 setembro 2014

Licença para roubar: delação premiada (Petrobras)

Paulo Roberto Costa (foto: reprodução)

"Com base nos viciados costumes sociais, políticos e mercantilistas tradicionais da nossa história, a sensação nítida que brilha como o sol do meio dia é a de que alguns donos do poder concederam a si mesmos a liberdade impudica e despudorada para roubar impunemente. Por roubar, em sentido amplo, devemos compreender o corromper (e ser corrompido), o furtar, o extorquir, o parasitar, o se enriquecer ilicitamente etc. Em lugar da moral, prudência, moderação, trabalho, estudo, aplicação, dedicação e afinco, toda nossa história está paradigmaticamente marcada pela corrupção, temeridade, intemperança, ociosidade, ignorância, dissipação e degeneração.

12 setembro 2014

Magistrados do Rio querem auxílio-educação de R$ 7.250

Foto: reprodução

A maior parte dos magistrados fluminenses recebe cerca de R$ 30 mil mensais a título de vencimentos, o que convenhamos, é um belo salário, principalmente se levarmos em conta o que ganha a classe trabalhadora do país. Ainda assim, uma mensagem enviada esta semana à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro - ALERJ pela presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Leila Mariano, prevê a concessão de uma bolsa de até R$ 7.250 mensais para bancar a educação de filhos e dependentes de juízes e desembargadores cariocas que tenham entre 8 e 24 anos de idade. O benefício, até porque ninguém duvida que o projeto será aprovado, vai causa aos cofres públicos, só no ano em curso, um impacto de R$ 38,773 milhões. O mesmo benefício será estendido aos servidores do Judiciário, que receberão valor igual ao do maior vencimento básico, cerca de R$ 3 mil.

11 setembro 2014

Vem aí o anticoncepcional masculino

Foto: reprodução

Um polímero reversível (macromolécula formada a partir de unidades estruturais menores), não hormonal e capaz de bloquear os vasos deferentes começará a ser testado em seres humanos e pode chegar ao mercado já em 2017.

07 setembro 2014

Seleção brasileira atropela a Argentina na Copa do Mundo de Basquete

Nenê e a luta pela bola no garrafão (foto: reprodução)

Não ganhamos a Copa do Mundo de Basquete, mas atropelar a Argentina com 20 pontos de diferença vale tanto quanto. Depois de amargar três derrotas dolorosas e consecutivas no Mundial de 2010, na Copa América de 2011 e nas Olimpíadas de 2012, o Brasil conseguiu, enfim, bater nossos hermanos. O placar de 85 a 65 (33 a 36) na noite deste domingo, no Palacio de Deportes de Madri, deixa vivo o sonho de uma medalha nesta Copa do Mundo. Além disso, o resultado pôs fim a uma escrita de 12 anos sem ir para as quartas de final e, de quebra, mandou a Argentina de volta para casa, o que não acontecia desde 1994.

06 setembro 2014

Brasil: uma República mergulhada na lama

Foto: reprodução

A partir de informações sigilosas do Ministério Público, a Polícia Federal está se mobilizando para uma nova operação, a Lava Jato 3, que deve mandar para a cadeia uma razoável quantidade de assessores parlamentares, familiares e políticos sem mandato, e tudo porque o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, pressionado, resolveu dar com a língua nos dentes e denunciou pelo menos 70 parlamentares, deputados, senadores e três governadores que dele teriam recebido propina. Todos são da base aliada do governo federal. O caderninho com os nomes dos corruptos foi entregue e o depoimento gravado em vídeo.

03 setembro 2014

Grêmio é excluído da Copa do Brasil por injúrias racistas a atleta do Santos

Foto: reprodução

Denunciado por infração ao artigo 243-G, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, o Grêmio foi excluído da Copa do Brasil nesta quarta-feira (03/09) em decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça Desportiva - STJD. A punição aconteceu em razão das ofensas raciais dirigidas por parte da torcida do clube ao goleiro Aranha, do Santos, na partida da última quarta-feira, na Arena, em Porto Alegre. Além da exclusão, a atitude racista dos torcedores acarretou ao clube gaúcho uma multa no valor R$ 50 mil. O Grêmio ainda recebeu multa de R$ 4 mil pelo arremesso de um rolo de papel higiênico no gramado e pelo atraso para entrar em campo. Os torcedores que forem identificados pelas ofensas ficarão proibidos de frequentar estádios por 720 dias. A decisão não é definitiva. Cabe recurso ao Pleno do STJD.