08 fevereiro 2010

A SÁBIA NATUREZA




Este material me foi enviado por email por uma das pessoas que me ajudam no blog. Fiz algumas alterações para adaptar o texto, mas resolvi manter um registro contido no original: a crítica não é contra um povo, mas contra a burrice, a estupidez, a incompetência, a imperícia e a imprudência.


Um avião AIRBUS 340-600, novinho em folha, o maior avião de transporte de passageiros já construído em todo o mundo, está estacionado à porta de um hangar, em TOULOUSE - FRANÇA.







Chega a tripulação árabe da ADAT - Abu Dhabi Aircraft Technologies para realizar testes preliminares no solo (ligação dos motores, por exemplo) antes da entrega da aeronave à ETIHAD AIRWAYS, de ABU DHABI. O avião é conduzido pelo taxi-way (área de circulação periférica) até à zona de descolagem.





Os quatro motores da aeronave foram ligados e elevados à poteência de decolagem, isto com o avião praticamente vazio. A tripulação, que não leu os manuais de operação, não tem idéia de como é leve um AIRBUS 340-600 vazio.





O alarme de descolagem disparou no cockpit porque os quatro propulsores estavam na poetência máxima. Os computadores de aviônica entenderam que estavam prestes a tentar uma decolagem, mas as configurações necessárias (flaps/slats, etc) não foram providenciadas.





Um dos tripulantes, tentando silenciar o alarme, decidiu desligar o sensor de proximidade do solo, procedimento que "enganou" o avião e o fez "pensar" que estava no ar!





Os computadores, então, libertaram automaticamente todos os travões e dispararam o avião. A tripulação da ADAT não fazia a menor ideia de que tudo isto é parte de um sistema de segurança para impedir que os pilotos aterrem o avião com os travões em funcionamento.





Nenhum dos sete tripulantes árabes teve a idéia de inverter a potência dos reactores da sua configuração máxima, e por isso a aeronave novinha em folha, no valor de 200 milhões de dólares, chocou-se em cheio com uma barreira de disparo, ficando inteiramente destruída.





Não há informações sobre feridos entre os tripupantes, e isto porque o assunto foi rapidamente abafado, tanto na FRANÇA como nos outros países.





E por que abafado? Porque a cobertura poderia ser considerada como insultuosa para os árabes muçulmanos.





Só agora as fotos começam a ser divulgadas, ainda que a "meia boca"!





Resumo da ópera:
Preço do AIRBUS 340-600: 200 milhões de dólares.
Custo da tripulação árabe incompetente: salários de 300 mil dólares por ano.
Custo do manual de operações que não foi lido: 300 dólares.
Choque do avião contra muro de retenção, com vitória do muro, é claro: não tem preço!


Com certeza, foi por isso que a Natureza lhes deu camelos!!!

Sobre o Autor:
Carlos Roberto Carlos Roberto de Oliveira é advogado estabelecido em Nova Iguaçu - RJ. A criação do Dando Pitacos foi a forma encontrada para entreter e discutir assuntos de interesse geral.

Cadastre seu e-mail e receba nossas postagens

Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

  1. Deu-lhes camelos como poderia ter-lhes dado burros!

    ResponderExcluir
  2. Seria cômico se não fosse trágico. A incompetência foi geral.

    ResponderExcluir

A existência de qualquer blog depende da qualidade do seu conteúdo, e mais do que nunca, do estímulo de seus leitores. Por isso, não saia sem deixar seu comentário!