04 outubro 2009

CLEONICE BERARDINELLI


Ela tem "apenas" 93 (noventa e três) anos de idade e 65 (sessenta e cinco) de magistério. CLEONICE BERARDINELLI, a "DONA CLEO" ou a "DIVINA CLEO", como é conhecida entre colegas e alunos, é a maior especialista em literatura portuguesa no Brasil.


Professora da PUC e UFRJ, a nossa personagem é dona de uma memória prodigiosa e invejável vitalidade, o que já inspirou até mesmo crônicas de MANUEL BANDEIRA e DRUMMOND. Autora de obras sobre LUÍS DE CAMÕES e FERNANDO PESSOA, ela aparece como favorita absoluta para ocupar a cadeira número 08 (oito) da ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS - ABL, que está vaga desde a morte de ANTONIO OLINTO.

Ela nasceu no Rio de Janeiro mas teve acompanhar o pai, militar, que foi morar em São Paulo. Formou-se em 1938 pela USP. Até hoje mantém intacto o encanto de ter nas mãos um bom livro. “O prazer de ler um texto é destrinchá-lo, buscar quais as intenções do autor”, ensina. A literatura portuguesa é o seu campo de trabalho e, para os que querem desvendar seus fundamentos, ela sugere três autores: CAMÕES – especialmente Os lusíadas –, EÇA DE QUEIROZ e JOSÉ SARAMAGO.

Os quase 100 (cem) anos não tiraram sua vivacidade. Aos que, diante de tanta paixão pelo que faz, duvidam que tenha idade tão avançada, ela observa. “Isto é porque eu convivo com gente moça”, explica. “As pessoas da minha idade afobaram-se e morreram antes de mim.”


CLEO já orientou mais de 100 (cem) dissertações e teses - atualmente são 04 (quatro) na PUC e 01 (uma) na UERJ - e foi eleita a personalidade cultural de 2009 pela UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES. No próximo mês de novembro estará ministrando um curso na CASA DO SABER.


Porém, mais lindo que tudo isso junto foi o que ela respondeu à REVISTA O GLOBO (nº 270 - 27/09/2009) quando lhe foi perguntado por que ela "continua a dar aula, aos 93 anos?

"Adoro minha profissão. Dou aula porque quero e porque me recebem de braços abertos. Nunca tirei férias, licença-prêmio, licença especial. Na PUC, dou aula às quartas. Na UFRJ, às quintas. No Fundão, não ganho nada, porque já me aposentei. Pago R$ 80 de táxi para ir e voltar. Ao me aposentar, achei que ia ficar mais folgada, voltar a estudar piano (ela era chamada de vituose por seu antigo professor, Lorenzo Fernandes). Mas a faculdade me puxou de volta".

Com certeza, DIVINA CLEO, você é um exemplo prá todos nós. Um exemplo de trabalho, de prestação de serviços à cultura e à sociedade, mas, sobretudo, um exemplo de dignidade humana!

Sobre o Autor:
Carlos Roberto Carlos Roberto de Oliveira é advogado estabelecido em Nova Iguaçu - RJ. A criação do Dando Pitacos foi a forma encontrada para entreter e discutir assuntos de interesse geral.

Cadastre seu e-mail e receba nossas postagens

Blog Widget by LinkWithin

5 comentários:

  1. Confesso que não conhecia a "DIVINA CLEO". Ela é linda e realmente um exemplo de mulher, mas acima de tudo de ser humano.

    De parabéns o blog por essa jóia rara!

    ResponderExcluir
  2. O texto já disse tudo:

    "Com certeza, DIVINA CLEO, você é um exemplo prá todos nós. Um exemplo de trabalho, de prestação de serviços à cultura e à sociedade, mas sobretudo, um exemplo de dignidade humana!"

    Um grande pitaco!

    ResponderExcluir
  3. Espetacular,é só que humildemente posso falar dessa pessoa ilustre.

    ResponderExcluir
  4. Alguém poderia me mandar o email da Professora Cleonice?
    thanks in advance.
    Marcilio

    ResponderExcluir
  5. Paulo Roberto Sampaio Fraga10 de abril de 2010 01:40

    A Academia Brasileira de Letras concedeu a si mesma o maior presente. Acolher em seu seio a Professora Cleonice Berardinelli é dignificar a mais alta casa da cultura brasileira.

    Receber um Ser Humano tão rico dos melhores valores espirituais e culturais, uma Dama das Letras e da Cultura que soube unir o sacerdócio do Magistério aos mais dignos e singelos exemplos de Vida é dizer à própria Vida que ela vale muito a pena, pois, mais do que nunca, 'esta Alma que chega não é pequena'... É iluminar e coroar, com as mais belas e fragrantes Flores, a 'Casa de Machado de Assis'.

    O que nós 'mortais' podemos comentar, ante tal grandeza da 'Aristocracia do Espírito' que habita um Coração raro de bondade, de generosidade, de exemplo de dignidade de vida e de dedicação à causa da cultura portuguesa e brasileira, do magistério e do Amor, em seu mais amplo e generoso e elevado sentido?...

    Humildemente, digo, apenas:

    Obrigado, Minha Divina e Querida Professora Cleonice! Obrigado por tudo de Bom e Belo que a Senhora me mostrou! Obrigado por iluminar, para mim, o meu verdadeiro caminho de Vida!...

    Depois da Minha Amada Mãe Adnolia que me deu à Luz e me apresentou ao Bom e ao Belo, foi a Senhora, Dona Cléo, quem, como Minha segunda - e não menor - Mãe, me orientou, me enlevou e me elevou aos píncaros dos mais Belos exemplos de Vida... da Vida que, com felicidade, me cabe viver.

    Com Gratidão e Amor,

    Paulo Roberto.

    ResponderExcluir

A existência de qualquer blog depende da qualidade do seu conteúdo, e mais do que nunca, do estímulo de seus leitores. Por isso, não saia sem deixar seu comentário!